NOSSO CEO

A história da fascinante escalada do brasileiro Richard Harary nos EUA

A incrível trajetória do paulista que criou negócios de sucesso em Orlando e fez do slogan ‘A Loja do Bebê com Coração’ uma referência no segmento de enxovais e produtos para bebês e crianças no país

     A trajetória do empresário brasileiro nos Estados Unidos, Richard Harary, não lembra em nada a busca de milhares de imigrantes por uma vida melhor na ‘terra das oportunidades’, os Estados Unidos. O que o levou a conquistar seu espaço na nação estadunidense como um empreendedor motivado, líder preparado e empresário de sucesso foi, antes de tudo, uma profunda admiração pela história e sociedade norte-americana, que valoriza princípios de meritocracia, independência, liberdade, justiça, igualdade, oportunidades, pragmatismo e liderança. Quando ainda morava no Brasil, costumava viajar para lá ao menos duas vezes por ano.

     Foi em nome desta admiração e com a firme convicção de fazer parte e contribuir com essa sociedade, sem perder seus vínculos com o Brasil, que Richard, com apenas 18 anos, deixou para trás a oportunidade de crescer dentro da empresa criada e já bem estabelecida pelo pai para iniciar sua trajetória nos EUA.

     O exemplo de tamanha ousadia veio de seu pai, um imigrante egípcio, Samy Harary, que chegou ao Brasil em meados da década de 1950. Após trabalhar alguns anos na Ford, juntou algum dinheiro e decidiu investir em uma máquina para fabricar meias - que produzia à noite e vendia durante o dia no famoso bairro de comércio popular de São Paulo, o Brás. O negócio cresceu e ampliou-se com a produção de roupas íntimas masculinas. O grupo de empresas do pai, atualmente, emprega mais de mil funcionários, e ganhou a concessão para produzir para as marcas Speedo e Mizuno.

    Desde pequeno, Richard acompanhava o pai na confecção. O investimento com escolas de qualidade era uma prioridade dentro daquela família, formada pelo casal Samy e Rachel, e seus quatro filhos, sendo Richard o caçula.

     Já com 14 anos, ainda cursando o Ensino Médio no Colégio Rio Branco, Richard iniciou atividade profissional no grupo empresarial paterno, atuando na área de marketing. Sob o comando do irmão, já formado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), conseguiu convencê-lo a aprovar a sua sugestão de colocar em ônibus propagandas da marca batizada com o nome da avó, Elen.  Os negócios andavam a todo vapor e o jovem passou a criar produtos como bonés e chaveiros, participar de eventos, envolvendo-se e dedicando-se à empresa familiar.

     Aos 18 anos, com todo o apoio e suporte de sua família, Richard decidiu ir para cidade norte-americana de Orlando, no estado da Flórida, pela qual já havia se apaixonado quando criança, prometendo que um dia iria morar lá. A hora havia chegado. A ideia, inicialmente, era estudar inglês durante alguns meses, mas a admiração pela localidade e a atração por aquele estilo de vida americano selaram o destino daquele brasileiro, que decidiu construir sua vida nas terras do Tio Sam. Apesar de todo o apoio financeiro e emocional recebido pela família, os primeiros anos foram difíceis e muitas vezes solitários, exigindo muita determinação e superação.

Richard passou a estudar em período integral na University of Central Florida, cursando Psicologia. Na mesma época, o pai propôs ao jovem a aquisição de uma franquia, mas ele identificou uma boa oportunidade de negócios: uma loja de malas, que recebeu o nome Macro Luggage, e que valia US$ 20 mil.

     A loja faturava US$ 500 por dia, US$ 15 mil por mês. Nesse período, ele estudava à noite e trabalhava de dia. Decidiu então ir ao aeroporto, em uma das empresas aéreas, e oferecer um serviço de entrega de malas nos hotéis para os clientes. O negócio deu tão certo que passou a ser realizado para todas as companhias aéreas, e Richard passou a ser conhecido como o ‘Rei das Malas’ no aeroporto de Orlando. A ação criativa quadruplicou seu faturamento, que então passou para US$ 70 mil/mês.

     Um novo salto aconteceu em 1999, quando o brasileiro teve a ideia de comercializar seus produtos por meio do eBay, ainda uma pequena empresa de comércio eletrônico - que depois se tornaria o maior site do mundo para a venda e compra de bens e o mais popular shopping da Internet -, criando ainda o seu próprio site. 

Concluiu a faculdade e logo começou seu mestrado em Psicologia na University of Central Flórida (UCF). Seus negócios cresciam pelo e-commerce e, empolgado, passou a diversificar com novas marcas e produtos, chegando a faturar US$ 7 milhões/ano. Adquiriu um depósito de 3mil metros quadrados para incrementar as vendas e começou a investir em imóveis – em 2000, aos 23 anos, chegou a ter 25 casas.

   A vida caminhava bem, mas em 2007 o empresário paulista percebeu a oferta escassa de produtos para bebês e crianças. Identificando um potencial negócio, resolveu investir no segmento ainda por meio do e-commerce. Abriu as portas das fábricas de bebês -estabelecendo exclusividade com a maioria delas -e as vendas começaram a acontecer. Nessa época Richard concluía o MBA na University of Phoenix, na sequência de ter cursado mestrado em Psicologia. Em parceria com investidores, nasceu o que se tornaria, futuramente, o Grupo Marco Corporation, holding da MacroBaby e outras empresas.

Em um jantar de negócios com o CEO da Stokke, marca norueguesa de carrinhos para bebê, Richard enxergou mais uma oportunidade: a de expandir os negócios com a grife. Sem perda de tempo, o empreendedor brasileiro arregaçou as mangas e naquela mesma noite juntou o time e criou o logo daquela que seria a maior loja do segmento de enxovais e produtos para bebês da Flórida, a MacroBaby.

     Nessa mesma época, duas coisas aconteceram concomitantemente: a loja de artigos para bebês vizinha ao seu negócio, faliu, e sua filha Gabriella, hoje com dez anos, nasceu. Empolgado com a paternidade, foi a uma conhecida loja do segmento para comprar o enxoval de sua herdeira, pois ele somente comercializava produtos on-line. Porém, se deparou com um mercado sem variedade de artigos e um atendimento que não respondia às suas expectativas. Foi para a cidade de Tampa e constatou a mesma coisa.

     Quando Gabriella nasceu, a MacroBaby já era a maior empresa do segmento on-line em Orlando. Richard estava acabando o seu PhD, nasceram seus segundos filhos, os gêmeos Alexander e Rebecca – hoje com sete anos, e agora tinha a sua “loja de bebê com coração”.

    O negócio, que surgiu a partir de sua experiência como pai, foi imbuído de afetividade e paixão, e hoje a MacroBaby é a principal varejista deste segmento nos EUA, arrebatando clientes dentro e fora do país. O empresário brasileiro, com seu espírito visionário, antecipou megatendências de consumo, como a experiência Omnichannel, que permite a integração das informações do consumidor em todos os pontos de interação dele com a marca.

    São mais de 40 mil artigos de 900 marcas disponíveis – algumas exclusivas -, reunidas em 6 mil metros quadrados, em frente ao Florida Mall. A megastore oferece milhares de itens adequadamente expostos e ao alcance dos consumidores, assim como consultores especializados, devidamente treinados, prontos para dar toda a atenção e tirar todas as dúvidas que possam surgir. O negócio de enxovais para bebês faz parte de uma holding, a Marco Corporation, em que Richard é CEO, e emprega mais de 300 funcionários. Em 2016 a holding firmou parceria com a Astro Toys, localizada no pólo industrial de Manaus, e passou a ser distribuidora da Mattel no Brasil.

     Uma das maiores alegrias deste homem de negócios é viver em uma sociedade que preza pela igualdade de direitos e oportunidades. Bem relacionado, Harary circula em diferentes rodas. Em seu rol de amigos estão desde seus colaboradores, fornecedores, e até mesmo autoridades americanas como o xerife de Orlando, Jerry Demings, e a deputada federal Val Demings.

    O empresário passa pelo menos três horas diárias na empresa, viaja muito a negócios, participa semanalmente de reuniões da empresa de aviação ViaAir, pela qual foi convidado para ser chairman em 2017; e não abre mão de momentos com os filhos: pelo menos quatro vezes na semana é ele quem busca as crianças na escola. Tenta mostrar para o trio, assim como aprendeu com seu pai na infância, que os verdadeiros diamantes, o dinheiro não compra.

Reconhecimento

     Richard Harary obteve no ano passado o reconhecimento de seu trabalho por meio do Prêmio Empresarial Orlando (Business Award - empreendedorismo dos empresários da região, o sucesso dos negócios e profissionais brasileiros que se destacam na Flórida Central), concedido pela Focus-Brazil/Congresso Internacional de Cultura, Mídia e Comunidade Brasileira Planos de expansão.

   Para compartilhar seu aprendizado com jovens empreendedores, Richard Harary ministra palestras sobre liderança desde 2012. Liderado pelo coração, o empresário também faz questão de participar de ações filantrópicas no Brasil e Estados Unidos. Anualmente colabora com entidades e costumeiramente ajuda financeiramente as pessoas que precisam. Com prazer em ajudar as pessoas, é solidário aos problemas e necessidades de cada um. De forma discreta, se envolve e, sem medir esforços, faz o que está ao seu alcance.      A satisfação do empresário em cada gesto de gratidão recebido por suas ações comprova os estudos que afirmam que ser solidário é um dos principais pontos para ser feliz.

Em 2012, Richard Harary participou da construção da Sinagoga de Orlando, a Chabad of South Orlando, e em 2017 foi convidado pelo governador da Flórida, Rick Scott, a acender a vela de Hanukkah, ato que marca a luta dos judeus contra seus opressores pelo direito de praticar sua religião livremente.

    De olho em um mercado ‘faminto’ por novas experiências de consumo de produtos e serviços diferenciados, o empresário, agora acumulando vinte anos de experiência em lidar com pessoas e seguindo a filosofia baseada na premissa fundamental de trazer algo de novo aos seus negócios todos os dias, está de olho no futuro. Em 2014 o grupo comprou a italiana PrimoPassi, marca de produtos para bebês, e em 2015 comprou parte da francesa Baby Jolie, criada em parceria com um dos melhores laboratórios do mundo. A marca, que tem como principal compromisso garantir a alta performance dos produtos para mães e bebês, tem seus produtos à venda em mais de cem lojas dos Estados Unidos. Outra empresa do grupo é a Vitamin Planet, que tem lojas próprias e franquias e conta com a VSP, marca própria de suplementos.

     O executivo está preparado para novos desafios: o próximo é expandir seus negócios pelo mundo.

© 2009 by Marco Corporation